sábado, 19 de dezembro de 2009

Acidente

Nossa...escrevi muito hoje...mas eu não poderia deixar de comentar o meu acidente....
Estava eu voltando pra casa, no fim da voluntários, dentro do Bus...o onibus parou no último ponto da Voluntários e eu me lembrei que tinha que passar na loja que comprei a minha bicicleta, pois queria comprar um transportador pra eu levar minha bike pra Santos...Então o onibus parado e eu levantei correndo e fui tentar descer, no ponto que eu não ia descer originalmente...só que não deu tempo...eu na metade do caminho...o onibus começou a fechar a porta e andar ...eu descendo...não tive duvidas...pulei...ok fui doida....só que do pulo eu fui direto ao chão. Cai sentada. Nem me dei conta do que tava acontecendo, um homem veio mais rápido do que eu pude pensar e me ajudou a levantar...e começou a brigar com o motorista do onibus que tinha parado um pouco depois...ok, eu não fiquei esperando pra ver o que ia acontecer, levante, o mais rápido que pude atravessei a rua e desapareci...o homem continuou brigando...

Obs: Acho que vou ficar com um roxo considerável na minha perna =(

Obs2: Tudo isso foi em vão, porque na loja de bicicleta o transportador estava em falta...

Inova - Aluaha

Eu toquei dia 11 e a Lili dançou no dia 12. Ela dançou 2 coreografias e como sempre acho que ela dança muito bem!
Este ano achei que o espetáculo estava muito mais bonito que no ano passado, mais diversificado, as roupas mais combinantes...enfim estava tudo muito bonito. O único problema que achei foi que o espetáculo foi feito em um buffet, daí não tem palco, e ficava um pouco difícil de conseguir ver tudo, e muito mais para filmar. Acabei sentando no chão, no meio do caminho pra poder filmar alguma coisa, pois se ficasse no meu lugar seria impossível. O ruim de ficar no chão é que não é muito confortável e tinha um monte de crianças pra lá e pra cá e as vezes me atropelavam...vontade de mandar as mães olharem aquelas crianças...Ok, entre mortos e feridos a filmagem saiu. Segue os dois vídeos da Lili dançando.

Audição

Até o último segundo antes de eu ir tocar, não sabia se tocava mesmo ou desistia. Afinal fazia tempo que eu se quer pegava a flauta na mão...No fim eu toquei...e tirando alguns erros durante a execução da música e a minha partitura que saiu voando...tudo deu certo. A Aline filmou, e colocou na net eu tocando (Mico). Bom apesar do "Parkinson" da Aline, dá pra ouvir um pouquinho no vídeo. Segue Sonata nº 3 - Sarabanda de Pergolesi. Ah! Só pra situar no tempo a audição foi dia 11 de dezembro.

TCC

Neste dia, 08 de dezembro, achei que o mundo ia ficar submerso. Choveu sem trégua o dia todo, teve muitos problemas na cidade, como inundações, trens parados...enfim caos...Eu precisava ir trabalhar em SBC e depois ir assistir o TCC da Fabi que também aconteceria em SBC. Ok, o caminho que eu faço normalmente estava desimpedido e eu até que cheguei cedo na Ophthal. Saí de lá e fui direto para a Metodista. Eu estava com medo de não conseguir voltar depois pra casa, porque iria acabar tarde, mas minha mãe me ajudou me fornecendo telefones de táxis para algum eventual imprevisto. No fim deu tudo certo e eu voltei de trem como sempre faço quando volto de SBC.
Vamos ao TCC...dentre os trabalhos que vi, e isso não é puxasaquismo, achei que o trabalho sobre o Porto de Santos que o pessoal do grupo da Fabi apresentou, foi o melhor trabalho apresentado na noite. Acredito que pelos comentários dos profs da banca também devem ter achado que foi um bom trabalho. No fim, aprovação, sorrisos e abraços =). Parabéns, Fabizinha!

Trash 80

Ainda no dia 5, após o termino do simpósio, fui com a Fabi na Trash 80, para comemorar o aniversário dela. A Roberta iria junto e como disse que conhecia o caminho, não me preocupei muito com isso. O fato é que a Roberta não foi... ok, lá vamos nós...é, imagina se a pessoa aqui, sem senso de direção, não ia se perder...até que estávamos no caminho certo, antes de passarmos de onde devíamos entrar, por causa disso uma volta gigante e muitas paradas para perguntar o caminho e eu não aguentava mais dirigir e não chegar... até que finalmente conseguimos...O lugar é bem legal, e apesar de nem tudo ter dado certo, foi uma noite agradável.

II Simpósio de Tecnologia Oftálmica

Eis o motivo de tanto atraso nas postagens. O Simpósio aconteceu nos dias 04 e 05 de dezembro.
Eu era inicialmente parte da comissão científica. Isso se resumia em organizar e pensar na grade científica do evento, mas claro, que não podia ser tão fácil assim, as pessoas foram brigando, se cansando, sumindo, e no fim, sobrou tudo pra mim e principalmente pra Cris resolver. Sério eu fiquei quase louca, porque todo mundo adora cobrar as coisas, mas fazer que é bom, nada. Sobrou pra eu fazer site, banner, e muita coisa de divulgação. Detalhe que eu não sei construir páginas e que devido a imprevistos eu tinha que ficar arrumando e consertando toda hora. E ai de mim se demorasse a arrumar...aff.
Tirando esse stress era reunião toda semana, faltei nas minhas aulas, abandonei minha flauta por mais de um mes, e quase que desistia de tocar na audição de fim de ano por falta de estudo...Por causa dessas reuniões ficamos presos no DCE algumas vezes...depois teve apagão e eu quase que não volto pra casa...enfim, só rolo e mais rolo...
Ah! pra completar eu fiquei responsável pela tesouraria também...alias ainda preciso passar pro povo valores arrecadados com o evento...
No dia deu tudo certo, apesar que não parei de correr atrás de coisas um segundo e nem consegui, obviamente, assistir o que eu queria.
Pessoas, puxem minhas orelhas se eu algum dia inventar de participar de algo assim novamente. É stress demais pra pessoa de menos...
PS: Atendendo a pedidos...Valeu Lili e Ro pela ajuda =) vocês foram 10!

A Blitz

É, eu cheguei em casa na sexta dia 20, e a Aline disse que eu era tratante, que nem tinha esperado ela e minhas primas pra ir ver o Lua Nova...Daí achei que não era má idéia ir novamente ao cine. Então ficou combinado de irmos no sábado na sessão das 24: 30. No sábado fui até a casa das minhas primas, pra buscar a Vivi. A Ju ia direto do trabalho. Buscamos a Vivi, e quando estávamos quase chegando no Center Norte...eis que tem Blitz no caminho...gelei, porque a anta paralítica aqui tinha deixado os documentos do carro em casa. Pensei: Pronto, vou tomar multa. A Aline e a Vivi, disseram faz cara de que tá tudo certo, quem sabe o guarda não te para...é, mas o guarda me parou, eu gelando...mas daí o guarda vira e fala: Estamos fazendo teste pra direção segura, você pode soprar aqui neste caninho, com força...Ufa era só teste de bafômetro...marcação 0 de álcool no sangue. E nem poderia ter nada, afinal eu não bebi nada...e fomos pro shopping sem multa...alívio.
Depois, a Ju que não chegava nunca...mas felizmente chegou a tempo...
O filme deveria ter começado as 24:30 mas começou bem mais tarde....sei lá porque...
O bom, que mesmo depois de tantos incidentes tudo deu certo. Assistimos o filme =). Ah! e dessa vez sem gritos e suspiros no cinema! =p

Lua Nova

O tão esperado dia 20 de novembro (leiam como se isso fosse novidade tá? =p ) chegou, fomos, eu e a Fabi e os amigos dela da facul ver Lua Nova na estréia. o mais engraçado...ou triste...isso depende do ponto de vista de quem ...mas enfim, o fato é que era sessão de matinê e um bocado de adolescentes no cine...Era só o Edward ou o Jacob aparecerem e pronto...maior gritaria e suspiros para todo lado...claro que Jacob ganha nesse filme de lavada do Edward, mas enfim teve suspiros para todos os gostos =). Disse que a Vanessa (amiga da Fabi) estava exagerando na quantidade de vezes que ia ver o filme, mas acabei assistindo várias vezes também =p...ok, o filme merece ser visto!

Feira de Negócios Metodista


Então isso aconteceu no dia 18/11, ou seja, há exatamente 1 mes atrás...pra ver como eu estou em dia com as postagens...Mas enfim, vamos ao que importa.
Acontece que eu ia ver o trabalho da Fabi, mas era no Centro de Exposições Imigrantes, um lugar que eu simplesmente não tinha idéia de como chegar... Minha mãe não estava curtindo muito a idéia de eu ir em um lugar desconhecido, e então fez-se a luz. A Doly (Raquel) se ofereceu pra ir comigo, ela + GPS. Isso resolveu todos os problemas, eu não me perdi e minha mãe não achou mais ruim. Neste dia eu estava na UNIFESP então combinamos de nos encontrar por lá. Achei que o GPS era doido, porque marcava 9 mim de tempo até o local, achei impossível chegar tão rápido, mas não é que funcionou. Em 9 mim e algumas buzinadas pelo caminho...estávamos no local. Chegamos até bem cedo lá. O trabalho do grupo da Fabi era sobre exportação de açaí para a Austrália, o stand estava todo decorado de coisas australianas e tinha até coalas fotográficos..rs Tiramos fotinhos com eles. Achei o trabalho bem legal e o stand estava concorridíssimo. Acho que mereceu o 2.9 que tiraram (Ah! valia 3). Ah! eu ganhei uma caneta =)
No restante da feira tinha trabalhos legais mas também tinham uns nada a ver.
Agora um incidente:
Eu e a Raquel ficamos numa fila enorme pra fazer caricatura...daí que a fila estava invadindo o espaço dos outros trabalhos...e resolveram remanejar a disposição da fila...nisso um menino de uns 10 anos aparece na nossa frente...a Raquel começa a questionar o que o menino estava fazendo lá, e o menino dizendo que esse era o lugar dele...outras pessoas começaram a se manifestar...e eu quieta, só ouvindo...daí que o menino se revolta, vem o pai e tira ele, ele faz escandalo e sai correndo...passa alguns segundos e vem a mãe tirar satisfação comigo, que nem se quer tinha dito nada...aiaiai...e recoloca o menino lá...maior baixaria...no fim o menino enfezadinho diz q não quer mais e sai gritando...aff ninguém merece...mas no fim até que a caricatura ficou legal...

Os Prazeres da Alma

Bom, faz um bocado de tempo que li esse livro...a Roberta que me emprestou, e ele acabou ficando aqui em casa, justamente por que queria fazer alguns comentários, mas tá mais que na hora de devolver o que não me pertence....então vamos ao livro. Vou colocar algumas idéias que me chamaram a atenção, transcritas do livro. Ah! o livro foi escrito por Francisco do Espirito Santo, ditado pelo espírito Hammed (Sim, é um livro espírita)
"Não somos o que pensamos, somos o que sentimos"

"Não somos nem santos, nem vilões, apenas criaturas em busca do amor"

"Encontramos nos outros a mesma dignidade que damos a nós mesmos"

"Nossos sentimentos são parte importante da nossa vida. Se permitirmos que eles floreçam, então saberemos o que fazer e como nos conduzir diante das mais variadas situações do cotidiano"

"Não poderemos ser autênticos, se não formos corajosos. Não poderemos ser originais se não lançarmos mão do destemor. Não poderemos amar se não corrermos riscos. Não poderemos pesquisar ou perceber a realidade se não fizermos uso da ousadia"

"Tenhamos em mente que não somos o que os outros pensam e, muitas vezes, nem mesmo o que pensamos ser; mas somos, verdadeiramente, o que sentimos [...]"

basicamente era isso...agora só um parenteses: ainda bem que junto com as citações anotei a página de onde tirei...porque fala sério, e letrinha ilegível a minha...

dando sinal de vida

É eu sei, pra variar eu desapareci, e pior que aconteceram um montão de coisas registráveis, e cadê tempo de escrever? muita correria...sabe fim de ano na minha vida é sempre loucura...tudo tem que ser resolvido pra ontem, mas por outro lado tudo começa a parar e nada de se resolver...bom, enfim...vou escrever alguns posts, tentando contar as peripécias desse tempo de desaparecimento...ah...pode ser que eu inverta fatos, e datas...mas sabe a minha memória temporal é péssima...de qualquer forma seguem nos próximos posts os principais eventos, e fatos.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

E o Brasil apagou...

É eu sei...todo mundo mais que cansado de ouvir, ler, falar sobre isso, mas o fato é que eu fiquei com medo ontem de não conseguir voltar pra casa, por conta da falta de energia.
Estava eu lá no DCE, em uma reunião, para acertarmos as coisas que já deviam ter sido feitas do simpósio...o tempo foi passando e terminamos a reunião quase as 22h. Foi só pormos o pé na rua e...tudo se apagou!! Até aí tudo bem, achamos que uma breve queda de energia fosse a causa da escuridão....Quando chegamos no metro, um mar de gente saindo de lá de dentro e gente se acumulando na entrada do shopping...e gente e mais gente se aglomerando no ponto de onibus...
ok, primeira idéia...ligar pra casa...os meus celulares n completavam a chamada apesar de ter sinal...depois de algumas desesperadas tentativas, eu consigo falar com minha mãe...e pra minha tristeza ela diz que aqui em casa também e que não tem como ir e me manda voltar de taxi...desligo o cel com maior cara de decepção. Viro pra Ariadne que estava comigo a procura de solução. Taxis lotados...ponto de onibus impossível...espera...espera...e a luz não volta...e o metrô inoperante...espera...
ok...segunda tentativa...ligar pra casa novamente...o cel novamente não funciona, e depois de muito insistir...finalmente minha mãe atende..."mão não tem como ir de taxi, nem de onibus, muito menos de metro, vem me buscar por favor" - "Mas o carro está quase sem gasolina..." - "Mãe vem com meu carro..." - " mas seu carro é ruim de dirigir..." - ok...pausa pra desespero...minha mãe não vem e eu vou passar a noite na rua..."mãe eu volto dirigindo mas vem me buscar por favor" - "onde estão as coisas do seu carro?" pausa para alivio...ufa ela vem... depois no fim ela veio com o carro dela mesmo torcendo pra não acabar o combustível, porque disse que não achou o documento do meu carro...é não ia achar estava comigo na minha carteira...mas também com a cidade em caos quem iria ficar parando carros pra exigir documentação??...enfim...depois de muito esperar ...minha mãe chega!!! EEEE!!!! Cheguei em casa mais que tensa...por volta da meia noite...e nada de luz...o jeito foi tomar banho frio mesmo =(...mas tudo bem eu em casa! A sim...antes de voltar já tinha descoberto que o problema era mais grave do que achei a principio...já sabia q uma grande parte do Brasil estava apagada...ainda não se sabe a causa do incidente...mas nem acho que vão descobrir...só sei que não gostei anda disso....e fico pensando...como é que as pessoas viviam sem eletricidade antes???

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

la Caccia

Esta música talvez se tudo de certo tocarei na audição de final de ano. Ainda depende de todos ensaiarem e estudarem a música, mas vamos ver...espero que de certo...vai ser legal tocar em quarteto...E queria mais que tudo ver as pessoas que fazem parte da minha vida, quem eu amo lá torcendo por mim...

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

viver...

Titãs.. Enquanto houver sol.

Quando não houver saída
Quando não houver mais solução
Ainda há de haver saída
Nenhuma idéia vale uma vida (*)
Quando não houver esperança
Quando não restar nem ilusão
Ainda há de haver esperança
Em cada um de nós, algo de uma criança
Enquanto houver sol,enquanto houver sol
Ainda haverá
Enquanto houver sol,enquanto houver sol
Quando não houver caminho
Mesmo sem amor, sem direção
A sós ninguém está sozinho
É caminhando que se faz o caminho
Quando não houver desejo
Quando não restar nem mesmo dor
Ainda há de haver desejo
Em cada um de nós, aonde Deus colocou
Enquanto houver sol,enquanto houver sol
Ainda haverá
Enquanto houver sol,enquanto houver sol

terça-feira, 27 de outubro de 2009

A Árvore

Tinha uma árvore no meio do caminho...no meio do caminho tinha uma árvore...é pois é, eu atropelei a árvore...fui sair da aula de flauta e era à noite e estava chovendo...calculei a distância errada pra entrar na rua e acertei a árvore do meu lado direito, amassou bastante a parte de baixo do cakemóvel =(. Agora é mandar arrumar, e prestar mais atenção...as vezes penso que o mundo seria um pouco menos plano e mais fácil de se perceber distâncias se eu tivesse um pouquinho que fosse de estereopsia...mas não vejo nem a mosca do Titimus...enfim...torcer pro meu cérebro aprender a identificar pistas monoculares quando as condições climáticas não favorecerem...

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Amigo


No sábado teve uma espécie de bazar na Aluaha (local que a Likitus faz dança do ventre) e minha mãe foi expor os quadros dela. No quadro mais recente dela tem uma poesia minha...Uma moça que estava lá disse que pretende comprar o quadro porque se emocionou com minha poesia...ela até chorou. Puxa quem ficou emocionada fui eu. Nem imaginei que alguém se emocionaria com algo que escrevi quando ainda estava no colegial...que chic!
Segue a poesia:

Amigo

Ontem o céu estava azul
e eu nem liguei
um passarinho passou
e eu nem notei
todos riam todos cantavam
mas eu chorei
hoje tudo mudou
o céu não está azul
mas eu notei
um passarinho não passou
mas eu cantei
pois hoje um amigo encontrei.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

O Burro, o Velho e o Menino

É ando pensando em algumas coisas, e essas coisas me fizeram lembrar de uma história que eu gostava de ouvir quanqdo criança:
"Em um belo dia, um Velho, um Menino e um Burro precisavam sair de casa.
O Velho pensou que seria menos cansativo se todos fossem andando, e assim foram.
Logo no começo da caminhada aparece uma pessoa e diz: - mas que absurdo, o Burro aí, sem carregar nada e esse Velho fazendo o pobre Menino se cansar de tanto andar!
O Velho então resolveu colocar o Menino sobre o burro, e continuaram a caminhada.
Mas nem bem deram mais alguns passos, e mais alguém aparece: - Mas que absurdo, que Menino folgado, não ve que o Velho já tem idade, e que ele deveria estar montado no Burro!
O Velho então colocou o Menino no chão, e subiu no Burro.
A caminhada continuou, mas não tardou que uma terceira pessoa aparecesse: - Mas que absurdo, pobrezinho do Menino, tão fraquinho e tendo que fazer tanto esforço!
O Velho então, recolocou o menino no Burro e foram os dois montados...
Mas logo apareceu mais alguém: -Pobrezinho do Burro, mal se aguenta nas pernas e tendo que carregar tanto peso!
Então os dois desceram do Burro e o Velho decidiu carregar o Burro nas costas ... e proceguiram viajem dessa forma... "
Moral da história: faça o que acha que é certo, acaba enlouquecendo se for tentar contentar a todos.
E agora pra terminar uma musica do Raul, que na minha opinião combina bem com a história...

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Pensamentos...


“Você não pode escolher como vai morrer ou quando. Você só pode decidir como vai viver agora.”
Joan Baez, cantora

“Quando nada é certo, tudo é possível”.
Margareth Drabble, escritora

“Quando uma porta da felicidade se fecha, outra se abre. Muitas vezes ficamos tanto tempo olhando para a porta fechada que não vemos a que se abriu.”
Helen Keller, (Cega, surda e muda desde bebê, Helen tornou-se educadora, escritora e advogada. Revelou uma incrível capa-cidade de superação e notável inteligência.)

“O futuro não nos traz nem nos dá nada. Nós é que, para construí-lo, devemos dar-lhe tudo”.
Simone Weil, filósofa e ativista

sábado, 5 de setembro de 2009

O Monte Cinco

Então, sempre tive curiosidade de ler algum livro do Paulo Coelho, porque ele é um autor meio polêmico...uns amam, outros odeiam, e enfim, eu não tinha exatamente uma opinião...
Outro dia estava lá eu no centro onde frequento, e por acaso estava tendo um bazar e no bazar, havia alguns livros...obviamente parei para ver quais os títulos que tinha...e tinha uma porção de livros do Paulo Coelho...pensei...acho que vou comprar algum...fui perguntar o preço...quando voltei só tinha restado um...ok...sem esforço pra escolher o livro...além do mais custou baratinho...só R$ 2,00, sendo bom ou ruim, não pesou no meu bolso.
Comecei a ler, então, o tal livro, abri o livro e me deparo com personagens biblicos...penso...acho que eu vou desistir...deve ser chato...mas a teimosia sempre me faz continuar até o fim, mesmo que o livro seja um porre...Enfim, a história aos poucos foi melhorando, e acabei por ler o livro rapidinho...até anotei alguns pensamentos que achei que combinaram comigo, ou com o que eu acho e acredito...vou transcrever...
"tragédias acontecem. Podemos descobrir a razão, culpar os outros, imaginar como teria sido diferentes nossas vidas, mas nada disso tem importância: Elas já aconteceram e pronto. A partir daí esquecer o medo que elas nos provocam, dando início à reconstrução"
"paramos de pensar sobre a vida, e resolvemos vivê-la"
"tudo o que podia acontecer - mas não aconteceu- termina sendo levado pelo vento, e não deixa qualquer traço"
"uma criança pode ensinar 3 coisas a um adulto: ficar contente sem motivo, a estar sempre ocupado com alguma coisa, e a saber exigir - com toda a força aquilo que deseja"

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

mas quanto papel!

Estou eu aqui, imprimindo folhas e mais folhas de papel. É papel que não acaba mais. Sim, toda essa papelada tem um motivo...a FAPESP!!
A FAPESP, é um órgão de apoio a pesquisa, para o qual estou tentando enviar o meu projeto, e quem sabe, eu consiga uma bolsa...espero que todo esse desperdício de árvore tenha ao menos um resultado frutífero...rsrs
Bom, a FAPESP, é um órgão extremamente burocrático, para não dizer chato. É formulário que não acaba mais, além de cotações, cartas de apresentação, sumulas curriculares, sem falar claro do projeto...achei que nunca ia terminar de preencher tanta coisa...e depois toca imprimir tudo isso...pobres árvores! e haja papel e tinta...
Espero que eu não tenha esquecido de imprimir nada...

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

e foi-se meu celular

É...estava eu...voltando de Sto André, quase chegando à estação de trem, e estava com o meu celular novinho e bonitinho na mão...quando de repente , não mais que de repente, ele se foi...pegou carona com um cara de bicicleta...na verdade o cara tirou ele da minha mão e foi embora. Eu estanquei, parei onde eu estava...nisso se aproxima um outro cara perguntando o que aconteceu...e ele pergunta se eu não vou ir atrás...até parece que eu ia alcançar a bicicleta se eu saísse correndo...e depois o que eu ia fazer? enfim...fui até um carro policial que estava na esquina, o guarda nem deu muita bola, e ele podia ter ido atrás do cara... era facinho pra ele fazer isso...mas me disse que eu devia fazer um B.O. Aliás o guarda perguntou se eu tinha nota fiscal do aparelho. Eu disse q sim...então ele vira e fala: ah! neste caso vá até a delegacia que é aqui perto. "Pausa para pensamento" Afinal quem fica andando com notas fiscais na carteira?? claro a nota do cel tá aqui em casa....sendo assim.. o guarda disse pra que eu fizesse o B.O. via internet. OK fiz o B.O. mas e o que isso resolve? meu cel não volta mais.
Segunda providência a ser tomada, bloquear o chip: voltei até o shopping e fui à loja da Oi...lá se foram R$20,00 pra trasnferência do meu número para um novo chip...
Nunca tinha sido roubada antes...é uma sensação realmente ruim...me senti perdida...tá eu bobiei... facilitei pro meliante agir...enfim, pelo menos serviu pra eu aprender a prestar mais atenção quando estou andando na rua...

terça-feira, 18 de agosto de 2009

meu, só meu carrinho =)


É eu finalmente motorizada! Fui buscar meu carrinho hoje. Foi um dia inteiro de espera, e ainda assim acabei perdendo quase minha aula inteira de francês =(.
Eu imaginava que iria lá relativamente cedo, com tranquilidade, voltaria pra casa, deixaria o carro aqui em casa, depois eu iria para minha aula...mas...obviamente não foi isso que "se assucedeu". Hoje cedo, o moço lá da concessionária me liga, pra dizer que o carro havia saido da revisão, e que iria para lavagem e polimento, que provavelmente as 14h eu poderia ir lá buscar, mas que ele me ligava avisando...O dia vai passando e nada do moço ligar...espera, espera...o tempo passando...resolvo eu mesma telefonar para ele. Ele me responde, daqui a pouquinho entro em contato...digo ok, desligo o telefone...o tempo passa...as horas correm rápido...quase 16h e nada do moço ligar...resolvo ligar novamente, e ninguém atende...*Que meleca*...então penso cá com meus botões, vou até lá mesmo sem aviso, pego o carro, e vou pra aula direto. E foi o que fiz...chegando lá, o moço me diz rapidinho, só precisa pegar a documentação, vou buscar...sério acho que ele foi plantar as árvores, deixar elas crescerem, cortar, fazer o papel, montar os documentos pra finalmente me entregar...detalhe minha aula começava as 17:30h, já eram 17 e nada do moço trazer o papel....depois de muito esperar finalmente ele aparece...agora espera que vou buscar seu carro...ai!!! pensei mais uma eternidade...eu olhando no relógio a todo instante...quando enfim ele chegou, já eram 17:45h, e ele ainda me vira e fala, você terá que parar no posto e por gasolina, porque a que tem no tanque não dá nem pra dar volta no quarteirão...ai...ai...já se foi minha aula...depois de tudo isso chego na escola às 18:05h, minha sorte que minha casa, a concessionária e a escola são relativamente perto...enfim tive 25mim de aula só...
Depois pra voltar peguei chuva pra estrear o carro, que tinha acabado de ser polido...o duro mesmo foi colocar o carro na garagem...estou acostumada a colocar o carro da minha mãe que tem direção hidráulica, e ele gira facinho...o meu não conseguia fazer a curva, ia sempre na direção da pilastra...desligo o carro...pego o celular..."mãe desce na garagem, preciso de ajuda pra fazer manobra" rsrsrs...tá vou aprender a estacionar o carro...minha mãe foi me guiando, e no fim consegui estacionar...ufa....rsrs

domingo, 9 de agosto de 2009

Dia dos pais...

Sempre um dia difícil para mim, um dia que me deixa triste. Hoje, depois de 17 anos, passei o dia dos pais no mesmo ambiente que meu pai estava, mas nem posso dizer que passei o dia com ele, fiquei a maior parte do tempo, com minhas primas. Não consigo ficar perto do meu pai com a fulana lá por perto, as coisas são simples, se ela está em um lugar, obviamente eu não estou. Meu pai estava junto dela, obviamente eu estava longe. Ainda mesmo me mantendo longe, acabei ouvindo o que não qria ouvir, o que não precisava ouvir. Os 7 netos escrevemos uma cartinha para meu avô, de dia dos pais, achei legal isso...para meu pai, não fiz nada...embora ontem eu estivesse com algumas idéias...mas desisti... Ontem perguntei a minha mãe se ela achava que eu devia comprar alguma coisa pra meu pai...a principio não me respondeu...disse q eu que devia decidir sobre isso...depois disse que se o pai fosse dela, e ele tivesse feito tudo o que meu pai fez pra gente, que nunca mais falaria com ele...desisti da idéia de presente...mesmo porque tb nunca ganho presentes de aniversário, nem de natal, nem de nada...Há alguns anos a aline ganhava uns dinheirinhos...ele dizia que eu não precisava disso, pq eu trabalhava...então acho que tenho que comprar meus próprios presentes...enfim...espero que a Chiara tenha mais sorte que eu e a Aline tivemos com o pai...
Enfim, espero que um dia ele entenda o que está fazendo, espero que esse dia chegue antes de ser tarde demais...mas isso é ilusão, esse dia não vai chegar...Achei que por conta da doença, de todas as coisas que teve que passar, fizesse ele pensar, rever os valores, me esforcei para ir ve-lo no hospital, para me mostrar presente, até telefonei algumas vezes, torcendo pra fulana lá não atender o telefone, mas nada mudou. Acho que a gente nem devia saber de nada do que acontece. Segundo a mulher dele, a Chiara é a filhinha dele, tudo para ela, tudo por ela...dizer isso soa com ar de Ciúme, mas na verdade não é isso, é só uma tristeza que não é passageira, uma tristeza que machuca.

o carro


Hoje, finalmente, fui comprar meu carro. Faz muito tempo que pretendia ter meu próprio carrinho, mas o dia de isso acontecer nunca que chegava...

Era pra eu ter encontrado a Fabi, pra que me ajudasse com a formatação do meu notebook, mas infelizmente isso não deu certo, pois não consegui salvar meus arquivos =(. Como os planos iniciais não deram certo, pedi a minha mãe que fossemos ver meu carro. A princípio, minha mãe não queria ir, disse que tinha que arrumar a casa, e tal, e essas coisas que consomem os meus sábados. No fim ela concordou, e lá fomos nós =). Gostei do primeiro carro que vimos, nenhum outro que vimos depois fez com que eu simpatizasse...Alias, descobri que tem mais Celta por aí do que eu podia imaginar. Todos os vendedores vinham..."A tem um Celtinha bacana pra vc..." Minha mãe tem um Celta, e eu não gosto de dirigir ele, não é confortável, me sinto perto demais do vidro, pois o banco é alto, eu pequena, enfim...não legal. Outra coisa que descobri, q a maior parte dos carros são pretos...detalhe que não gosto de carros pretos, pratas e brancos..rs (como eu sou chata..rsrs) os vendedores me olhavam de um jeito engraçado, quando eu dizia que gostava de cores diferentes, tipo amarelo..rsrs.

A minha mãe gostou de um Ka, porque era mais novo do que o carro que eu gostei, mas definitivamente Ka não rola, não simpatizo com esse carro, não tem jeito.

Bom, no fim, retornamos a primeira loja, e comprei o primeiro carro de todos que tinha visto. Um Palio 2005, azul!!! meu primeiro carro, chic de mais!!! Ele chega na segunda feira da semana que vem. Contando os dias!

Ah! e pra completar, cheguei em casa e fui conversar com o porteiro pra ver se tinha alguma garagem no prédio pra alugar. Descobri que tem uma moça que aluga a garagem, mas que a pessoa que aluga vai mudar pra Santos e desocupará a vaga essa semana. Perfeito, já tem até casinha pro meu carro! \o/

Postes: Saiam do caminho, que em breve estarei nas ruas!!!

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Saudade...

É faz muito tempo que não escrevo uma linha se quer aqui, mas tudo anda complicado, não tenho tido muita vontade de escrever...mas hoje, é um dia triste, que me tras saudades de alguém que foi tudo na minha vida, alguém que há 4 anos foi morar em um cantinho, espero que tranquilo, com arvores e passarinhos, com um lago com peixes onde se possa pescar, sim um cantinho assim, lá no céu. Vozinho, obrigada por tudo que me ensinou nessa vida, faz falta ter meu avô-pai comigo.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Rakhi: A Corda do Amor


Hoje, quando cheguei em casa, escutei a novela passando e por incrivel que pareça me chamou a atenção o que estava acontecendo. Uma tradição indiana, onde se demonstra o amor pelos irmãos. Resolvi então procurar um pouquinho mais sobre o assunto. Encontrei este texto que se segue que dedico a Aline, minha irmazinha e a Fabi a quem considero minha irmazinha também. Que elas possam ter sempre luz em seus caminhos.

"Rakhi, ou Raksha Bandhan é um dos festivais hindus mais populares. Nesse ano ele cai na Terça-feira, dia 28, primeiro dia de Lua cheia. Essa é uma ocasião que podemos aproveitar para nos unir àqueles que amamos e queremos sempre ao nosso lado. É a celebração do amor fraternal. A ligação de amor entre um irmão e uma irmã é uma das mais profundas e nobres emoções humanas. 'Raksha Bandhan' ou simplesmente 'Rakhi' é uma ocasião especial para celebrar essa ligação emocional amarrando uma corda sagrada no pulso. Essa corda, que pulsa com o amor de irmã e sentimentos sublimes, é chamada de 'Rakhi'. Significa 'uma ligação de proteção', e Raksha Bandhan significa que o forte deve proteger o fraco de tudo o que é ruim. O ritual é realizado na lua cheia do mês hindu de Shravan, quando irmãs amarram a sagrada corda Rakhi no pulso direito de seus irmãos, e rezam para que tenham vidas longas. Rakhis são feitas de seda com fios de ouro e prata, lantejoulas bordadas e ornadas com pedras semipreciosas.Esse ritual não apenas estreita o laço de amor entre irmãos e irmãs, mas também transcende os confins da família. Quando uma Rakhi é amarrada no pulso de um amigo querido e vizinhos, ela enfatiza a necessidade de uma vida social harmoniosa, onde cada indivíduo coexiste pacificamente como irmãos e irmãs. Todos os membros da comunidade se comprometem a proteger os outros e a sociedade.Não é errado dizer que a pulseira da amizade na moda hoje em dia é uma extensão do costume da Rakhi. Quando uma garota sente que um amigo do sexo oposto desenvolveu um tipo de amor forte demais para que ela possa corresponder, ela manda ao rapaz uma Rakhi e transforma o relacionamento em "amor de irmão". Essa é uma ótima maneira de dizer, "vamos ser apenas amigos", sem magoar a outra pessoa.No norte da Índia, Rakhi Purnima é também chamado Kajri Purnima ou Kajri Navami, quando o trigo e a cevada são semeados, e a deusa Bhagvati é adorada. Nos estados ocidentais, o festival é chamado Nariyal Purnima ou "A Lua Cheia do Coco". No sul, Shravan Purnima é uma ocasião religiosa importante, especialmente para os Brahmins.Raksha Bandhan é conhecida por muitos nomes: Vish Tarak - a destruidora de veneno, Punya Pradayak - provedora de dádivas, e Pap Nashak - a destruidora de pecados.Essa forte lidação representada pela Rakhi resultou em inúmeros laços políticos entre reinos e principados. Na história da Índia, as rainhas de Rajout e Maratha enviaram Rakhis até para os reis de Mughal que, apesar de suas diferenças, acalmaram suas "irmãs-Rakhi" oferecendo ajuda e proteção em momentos críticos e honraram a ligação fraternal. Até mesmo alianças matrimoniais foram estabelecidas entre reinos através da troca de Rakhis.Há uma história que conta que o grande Rei Hindu Porus privou-se de ferir Alexandre, o Grande por que a esposa do último aproximou-se de seu poderoso adversário e amarrou uma Rakhi em sua mão, antes da batalha, implorando a ele que não ferisse seu marido.Rituais como Rakhi, sem dúvida, nos ajuda a facilitar muitas pressões sociais, induz sentimentos de companheirismo, abre canais de expressão, nos dá uma oportunidade de retrabalhar nosso papel como seres humanos e, mais importante, traz alegria a nossas vidas.
"Possam todos ser felizesPossam todos ficar livres de doençasPossam todos contemplar aos deusesQue nenhum esteja em sofrimento."
Essa sempre foi a idéia de uma sociedade hindu ideal.
LENDAS ATRÁS DO FESTIVAL RAKHI
De acordo com uma alusão mitológica, Rakhi era a adoração do deus-mar Varuna. Por isso, oferendas de coco a Varuna, banhos cerimoniais e exposições nas praias acompanham este festival.Há também mitos que descrevem o ritual como observado por Indrani e Yamuna para seus respectivos irmãos Indra e Yama.Uma vez, Lorde Indra estava quase vencido em uma longa batalha contra os demônios. Cheio de remorso, ele procurou conselho do Guru Brihaspati, que sugeriu para seu ataque o auspicioso dia de Shravan Purnima (lua cheia do mês de Shravan). Naquele dia, a esposa de Indra e Brihaspati amarraram uma croda sagrada no pulso de Indra, que então atacou o demônio com força renovada e o derrotou.Dessa forma o Raksha Bhandhan simboliza todos os aspectos de proteção do bem contra as forças malignas. Até no grande épico Mahabharata, encontramos Krishna aconselhando Yudhishtthir a amarrar a potente Rakhi para protegê-lo de perigos iminentes.Nas antigas escrituras Puranik, diz-se que a fortaleza do Rei Bali tinha sido a Raakhi. Por isso, quando amarra-se a Rakhi essa rima é recitada:
Yena baddho Balee raajaa daanavendro mahaabalahtena twaam anubadhnaami rakshe maa chala maa chala "
"Estou amarrando uma Rakhi em você, como aquela do poderoso demônio Rei Bali. Seja firme, Ó Rakhi, não hesite."
(De Subhamoy Das, traduzido por Sarasvati)


sexta-feira, 12 de junho de 2009

A Guardiã de Memórias

Porque será que de alguma forma acabo sempre lendo livros que espelham minha vida? Agora estou terminando um livro intitulado "O Guardião de Memórias", e ele conta uma história moldada por decisões que influenciaram a vida de todos que estavam ao redor. As vezes queria recomeçar, fazer tudo diferente. Não me arrepender de algumas lembranças, de algumas coisas que moldaram tudo como está hoje, tudo como eu não queria que estivesse. Memórias que nos fazem ter medo, se fechar, criar um mundo particular, as vezes um pouco anti-social. Se um dia eu pudesse imaginar em como as coisas se desenrolariam, talvez eu tivesse feito tudo diferente. E o problema é não saber consertar, mas agora só resta esperar, e torcer, acreditar, sentir. É a vida, uma caixinha lacrada, repleta de memórias...todas guardadas e arquivadas...acho que preciso de uma penseira, pra fazer as idéias serem reestudadas...

quarta-feira, 20 de maio de 2009

questionamento

É, sei, sumi....sem inspiração...O que importa é que agora preciso escrever alguns pensamentos que me povoam as idéias...
Ando pensando muito nisso ultimamente...gostaria de saber qual é minha missão nessa vida, o porque de estar aqui neste momento, o que devo aprender, o que devo fazer pra ser melhor, que caminho devo seguir...sim, são muitas perguntas, mas as respostas eu não as encontro. Também tenho muita vontade de saber o que já fiz em outras vidas, coisas que me trouxeram até este momento. Gostaria de saber deixar as coisas certas, ou de pelo menos ter idéia de como acertar. As vezes só preciso de um abraço apertado de urso panda, isso ajuda sempre a pensar melhor, me acalma...Queria que eu não causasse tanta confusão, queria apenas seguir meu coração.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Jerusalém, o peixe

Este fato se passou já há algum tempo, mas foi um momento engraçado de lapso meu. Estávamos eu e a Fabi, falando de bichinhos de estimação, quando a pessoa aqui vira e fala:
- nossa eu tenho um peixe, mó Jerusalém...
-Jerusalém, Cá?
-é o peixe está comigo a quase 5 anos, muito tempo para um peixe viver
-Você queria dizer, Matusalem?
(Pausa para reflexão, e pensar na bobeira que eu tinha dito..rsrs). depois disso só risadas =p.
É, pois é, o pobre peixinho que ganhei de presente da Fer, que tinha o singelo nome de Fred, acabou virando Jerusalém...o Judiação do pobre peixinho. Mas apesar de toda confusão gosto dele mesmo assim =). Porque me lembra dois bons momentos, e porque afinal é meu bichinho de estimação.
*Não lembro se as palavras do diálogo eram exatamente essas, mas o que importa é a idéia. =p

sábado, 25 de abril de 2009

A Bicicleta

Então, faz tempo que queria comprar um bike pra eu andar pelo bairro, alias não gostei quando a minha bike de criança se foi, sei lá pra onde...mas enfim, voltando...sempre que eu tocava no assunto bicicleta era sempre problema, porque andar de bike em São`Paulo é doidice...e tals... ontem decidi que já tava na hora de fazer uma compra...fui na loja, e a bike que o moço me mostrou era amarela, linda, da cor que deveria ser meu fusca, adorei, e comprei =) Ah! comprei um capacete também, pelo menos protejo meu côco..rs. bom, decidi ir até a aula de francês, peguei já logo de cara a maior chuva, cheguei na aula ensopada, gelada e cheia de terra, sei la da onde surgiu a terra...na hora de voltar tava chovendo mais, muito mais do que na ida, ligo pra minha mãe ir me buscar...pulemos essa parte...no fim a bike voltou de carro, eu mais suja do que outra coisa...mas foi bacana ir de bike até lá...depois de um monte de stress, decidi que ia tentar devolver a bikezinha...tava triste dela ter que voltar pra loja, mas achei que seria melhor assim. Depois hoje, minha mãe disse que eu ia perder tempo, e agora era melhor eu ficar com ela mesmo...\o/. Agora só falta eu comprar uns adesivos, daqueles brilhantinhos, um com o símbolo do São Paulo e um com a bandeira do Brasil pra grudar na minha bikinha =).

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Fisiologia Vampírica - Parte 2 ou Ensaio Sobre a Genética

É acho que eu sou, ou estou me tornando realmente chata...rsrs...Bom, mas vamos lá, já que comecei sigamos em frente...mas antes, aviso básicos. Se a sua curiosidade não for grande demais e ainda pretende ler o livro já citado na parte 1, então pode parar a leitura por aqui. Se a curiosidade for descontrolada, ou não estiver nem aí, pode continuar, mas nada de reclamações depois =p.
Segundo a autora do já referido livro, os vampiros tem 25 pares de cromossomos, e os lobos 24 pares. Segundo consta, na espécie humana temos 23 pares se não houver nenhuma complicação na hora dos cromossomos parearem. Agora que vem a chatice da pessoa aqui. Se os vampiros são humanos antes de serem vampiros, de onde vem os 2 pares a mais que eles tem? eles brotam do nada? são transferidos por um vírus geneticamente modificado e incorporado posteriormente ao organismo? Agora, pensemos... se supostamente um vampiro produz espermatózoides, então eles tem 25 cromossomos. Uma humana tem 23 cromossomos em um de seus óvulos, logo como 25 cromossomos podem parear com 23? logo ficam sobrando 2 cromossomos sem par o que resulta em aberração, claro se isso vingar...agora, e os lobos...sempre tiveram 24 cromossomos? ou quando o ancestral deles deixou o corpo humano ganhou um par de cromossomos do lobo em que se hospedou? e daí passou esse cromossomo que era sobressalente pra todos seus descendentes? só que daí que surge o problema. inicialmente todos eram apenas humanos. 1 deixou de ser...ou seja o resto da tribo ainda tinha 23 pares de cromossomos, e se esse um teve filhos após a sua transformação, também não era mais possível pareamento de cromosomos como deveria ter. Ou seja, se um lobsomem tem um filho com uma humana também geraria complicações ou aberrações e detalhe que se ser lobsomem fosse genético, teoricamente todos na espécie deveriam ter o poder de se metamorfosear, mas não é isso que acontece....aiai Mendel, acho que você perdeu tempo estudando ervilhas...seria muito mais interessante e inovador estudar vampiros e lobsomens...sua teoria evolucionista tem furos gravíssimos! sou chata ?

terça-feira, 7 de abril de 2009

Fisiologia Vampírica

Bom, antes de iniciar o que pretendo escrever de fato, deixo aqui um aviso, não me responsabilizo por danos gerados por este post. Isso significa, que se pretende ler e ainda não leu, e não quer saber nada da história, do Breaking Danw da Stephenie Meyer, então interrompa a leitura agora, se não se importa pode prosseguir...
Então estava eu lá exercitando meu inglês, lendo o livro, quando eis que no meio dos fatos, acontecem coisas muito bizarras. Vampiros não tem mais coração batendo, pulmão respirando, e acredito que quando uma pessoa se torna vampira todos os processos fisiológicos são extintos. De qualquer forma não há mais sangue circulando, além claro do que bebem, mas esse não conta...logo não há mais nutrientes pras células poderem fazer divisão celular, então me pergunto, como um vampiro ainda pode ser capaz de ter o processo de espermatogênese ativo, sim porque os espermatozóides precisam de todo um processo fisiológico para poderem ser formados...e não é que esses ditos espermatozóides vampíricos além de existirem ainda são capazes de fecundar um óvulo?? puxa...impressionante. outra coisa que não quer calar, porque será que o sistema reprodutor das vampiras não funciona e elas não engravidam?? vá lá que o útero delas não tenha dilatação suficiente pra levar uma gravidez até o fim, mas se vampiros produzem espermatozóides porque vampiras não podem produzir óvulos?? poderiam engravidar...mesmo que a gravidez não chegasse ao fim....Dna Stephenie que me desculpe, porque de duas uma, ou ela não entende nada de fisiologia ou a Bella pulou a cerca..rsrs. Claro, ainda existe a terceira possibilidade de simplesmente meu inglês ser ruim demais e eu ter entendido tudo errado. =p

sábado, 4 de abril de 2009

Poisson d'avril

Ok, está um pouco atrasado, mas aprendi isso com alguns dias de atraso também, mas fica a curiosidade.
O dia 1° de abril, é conhecido mundialmente como dia da mentira, e na França não é diferente. Entretanto, lá não se diz "Premier d'avril" e sim "Poisson d'avril", que quer dizer peixe de abril.
Os franceses pregam suas peças e contam falsas histórias e depois decoram com peixes, desenhos de peixes na verdade, não peixes de verdade.
A origem de se utilizar peixes é desconhecida, mas é uma tradição...um tanto estranha para nós, mas curioso.

sexta-feira, 27 de março de 2009

Vou me embora pra Pasárgada

Apenas um poema...
Vou me embora pra Pasárgada (Manuel Bandeira)
Vou-me embora pra Pasárgada
Lá sou amigo do rei
Lá tenho a mulher que eu quero
Na cama que escolherei
Vou-me embora pra Pasárgada
Vou-me embora pra Pasárgada
Aqui eu não sou feliz
Lá a existência é uma aventura
De tal modo inconseqüente
Que Joana a Louca de Espanha
Rainha e falsa demente
Vem a ser contraparente
Da nora que nunca tive
E como farei ginástica
Andarei de bicicleta
Montarei em burro brabo
Subirei no pau-de-sebo
Tomarei banhos de mar!
E quando estiver cansado
Deito na beira do rio
Mando chamar a mãe-d'água
Pra me contar as histórias
Que no tempo de eu menino
Rosa vinha me contar
Vou-me embora pra Pasárgada
Em Pasárgada tem tudo
É outra civilização
Tem um processo seguro
De impedir a concepção
Tem telefone automático
Tem alcalóide à vontade
Tem prostitutas bonitas
Para a gente namorar
E quando eu estiver mais triste
Mas triste de não ter jeito
Quando de noite me der
Vontade de me matar
— Lá sou amigo do rei —
Terei a mulher que eu quero
Na cama que escolherei
Vou-me embora pra Pasárgada.

quinta-feira, 26 de março de 2009

Religião

Existe no nosso mundo milhões de crenças diferentes, e variações dessas crenças. Entretanto penso que o objetivo maior de todas elas é fazer com que as pessoas se tornem melhores, de uma forma as vezes mais impositiva outras mais racionais, mas todas elas buscam e pregam a prática do bem. Agora, uma boa parte das igrejas dizem que se não seguir o que aquela determinada igreja disser, a pessoa não tem salvação e inevitavelmente vai para o inferno. Como existe mais de uma religião que diz isso, e obviamente uma pessoa não frequenta dois lugares diferentes ao mesmo tempo, logo, em um pensamento lógico e matemático, todos nos iremos para o inferno. De fato não é isso que acredito, não acho que seja necessário ir a alguma igreja específica, ou fazer coisas que as igrejas dizem certo, para se ser alguém bom. Alias acho que existem muitos ateus que merecem mais estar no reino dos céus do que muitos religiosos fervorosos. Costumo respeitar a opinião de todos sobre o que acreditam, e nunca obrigo ninguém a acreditar no que eu acredito, gostaria que eu também tivesse o direito de simplesmente acreditar, sem ninguém tentar me convencer do contrário. Acho sinceramente que todas as religiões são boas e tem o seu propósito, e cada um tem o direito de ir onde se sente bem, onde encontra respostas a seus questionamentos. Acredito que todos estamos aqui com um propósito de nos melhorar e aprender. Sendo assim não existem religiões boas ou ruins, e sim, aquela que nos afinisamos, que nos sentimos em casa, que nosso grau evolutivo nos permite escolher. Afinal quando Jesus esteve aqui na terra, ele não disse siga essa ou aquela religião, disse apenas seja bom.

quarta-feira, 25 de março de 2009

aumentando a coleção


Lili acaba de me dar mais um selinho (http://vidaloucavidaaa.blogspot.com/), aumentando minha coleção...alias fazia algum tempo que não postava selos =p...meu blog até tava voltando a ficar com menos cara de álbum e mais cara de blog..rs

Regras:

1. Ao receber o selo, listar 7 coisas que te fazem sorrir;

2. Indicar o selo para 7 blogs que fazem você sorrir;

3. Informar aos blogs indicados que eles receberam o selo.

As coisas que me fazem sorrir são:

1-amigos

2-abraços

3-tocar flauta

4-fazer origamis

5-passear

6-um bom livro

7-bichinhos

como sempre deixo esse presente para quem quiser recebe-lo, para quem acompanha sempre esse blog, sinta-se a vontade para pegá-lo!

sexta-feira, 20 de março de 2009

é agora ou nunca!

É este é o título do ultimo livro que li. É da mesma autora de Férias que eu havia comentado anteriormente. Mas este gostei mais do que o primeiro. O Férias, não tinha nada a ver com a minha realidade, e este se enquadra com alguns medos que eu mesma tenho, e apesar de o livro começar com diversas histórias desconexas, termina de uma forma bem legal e com todas as histórias se relacionando entre si. Ele me fez pensar em como é frágil e preciosa nossa oportunidade de estarmos vivos, de estarmos aprendendo, nos melhorando pouco a pouco e aproveitando todas as oportunidades que aparecem em nossa frente mostrando que apesar de toda a confusão que é nossa vida, sempre aparece alguma razão para que continuemos lutando e percebendo que no meio de tanta desordem ainda podemos encontrar um espacinho para sermos felizes, lembrando que a vida é um presente e não uma corrida contra o tempo, e que não precisa ser sempre "Agora ou Nunca" tudo tem seu devido tempo, começa e termina quando precisamos que aconteça, quando tá na hora de aprender alguma coisa.
Agora para terminar apenas uma frase, que não tem relação nenhuma com este livro, mas que cabe com o meu momento. E o engraçado é que a encontrei para mim, quando estava procurando para dar de presente.
"Nas dificuldades do dia-a-dia, esqueça os contratempos e siga em frente, recordando que Deus esculpiu em cada um de nós a faculdade de resolver os nossos próprios problemas" (André Luiz - Trecho do livro "Respostas da Vida")
P.S. Lili e Ju podem parar de ficar triste, eis um post novinho saído do forno para lerem um pouquinho das minhas ideias..rs

sábado, 14 de março de 2009

cachorrinhos...

Ontem eu cheguei em casa e minha mãe estava procurando por raças de cães o.O
Daí disse que no centro de zoonoses, hoje iriam distribuir 100 cães de rua...pedi para irmos lá ver, só ver os caãzinhos e ela concordou o.O
bem, já me imaginei meio como a Lilo quando foi adotar o Stitch, mas meu cão não chamaria Stitch, e também a idéia original era só olhar os cachorros, com segundas intenções claro...
mas hoje de manhã, os planos foram mudados, não fomos a nenhum centro de zoonoses...=(, poxa, poxa...apesar do progresso, acho que Mexeriquinha ainda demora a vir pra casa.

sábado, 7 de março de 2009

Giz...

Hoje apenas uma música...acho que preciso de um giz...ou de um tijolo de construção...apenas curtam a música...a música que sempre me diz alguma coisa...hoje ela combina comigo.

Giz
Legião Urbana
Composição: Renato Russo
E mesmo sem te ver
Acho até que estou indo bem
Só apareço, por assim dizer
Quando convém aparecer
Ou quando quero
Quando quero
Desenho toda a calçada
Acaba o giz, tem tijolo de construção
Eu rabisco o sol que a chuva apagou
Quero que saibas que me lembro
Queria até que pudesses me ver
És parte ainda do que me faz forte
E, pra ser honesto,
Só um pouquinho infeliz
Mas tudo bem
Tudo bem, tudo bem... (2x)
Lá vem, lá vem, lá vem
De novo:
Acho que estou gostando de alguém
E é de ti que não me esquecerei
(Quando quero....
Quando quero...
Quando quero...
Eu rabisco o sol que a chuva apagou...
Acho que estou gostando de alguém...)